Jó 42.12 “O SENHOR abençoou o final da vida de Jó mais do que no início”

Estudiosos da Bíblia afirmam que dos personagens citados na Palavra de Deus apenas 30 % deles completaram bem a sua carreira. Muitos começaram bem, mas terminaram mal. Esta constatação nos leva à advertência, exortação e zelo para mantermos o propósito de Deus para cada um de nós.

A experiência de vida de Jó nos leva a meditarmos se estamos nos afastando do propósito de Deus ou nos aproximando em ser tudo aquilo que o Senhor deseja para nós:

1)Jó era conhecido pela sua integridade ao Senhor. Cap. 1:1

Jó não vivia de aparência, ou querendo mostrar uma vida de ilusão. Sua vida era transparente ao Senhor. Integridade é aquilo que somos sozinhos quando ninguém está olhando.

2)Jó era um homem de família. Cap.1.2

Valorizava a sua família seus filhos e as pessoas à sua volta com quem tinha relacionamentos.

3) Jó era próspero e o homem mais rico do oriente. Cap. 1:3

Seus bens não o deixaram arrogante ou orgulhoso e nem o afastou do Senhor. Deus não é contra a riqueza, mas sim contra o amor ao dinheiro, avareza e idolatria.

4) Era um homem de oração e comunhão com Deus. Cap. 1.5

Intercedia por sua família e seus filhos, vivia constantemente na presença de Deus com seu coração firme. Seu fundamento era o Senhor!

5) Diante das provações da vida se manteve fiel. Cap. 1 e 2

Primeiramente experimentou revés nos seus bens, seus empregados e seus filhos. Se quebrantou e buscou a face do Senhor reconhecendo que Deus era Soberano e poderoso. Sabia que sua suficiência vinha do Senhor. Logo em seguido caiu enfermo e foi encorajado por sua mulher a blasfemar a Deus. Vale a pena comentar que da nossa casa pode sair bênção e maldição. Fomos chamados por Deus a abençoar nosso cônjuge. Neste caso a mulher de Jó poderia ser uma pedra de tropeço, no caso de Nabal é que era um homem duro de coração e precisou da intercessão de sua mulher Abigail. Aquele que é mais forte precisa manter a chama viva da esperança na sua casa !

6) Os amigos do Onça. Cap. 2.11 em diante.

A Bíblia nos ensina que os amigos devem ser como o ferro que com ferro se afia, mas nesse caso os amigos foram tropeços na vida de Jó. Os verdadeiros amigos são apoio, encorajamento e correção mas não são para quebrar nosso espírito, matar a nossa esperança.

No inicio seus amigos vieram para consolá-lo e ficaram mudos diante do quadro de enfermidade que Jó estava vivendo. Algumas vezes somente a nossa presença é suficiente para demonstrar nossa solidariedade, muitas vezes não temos nada para falar. Ocorre que depois de algum tempo eles começaram a falar mas em vez de encorajar provocaram mais dor em Jó do que apoio. O que esses amigos não entenderam é que Jó não havia pecado e sua vida estava nas mãos de Deus. Eles o acusavam de pecado e que se ele estava doente era porque  a mão de Deus estava pesando sobre ele. Jesus mesmo disse certa vez a Marta e Maria que a morte de Lázaro era para que o Deus fosse glorificado. As experiências de dor devem provocar em nós misericórdia, solidariedade, compaixão. Devemos ter a humildade de deixarmos Deus nos tratar neste período.

7) Jó ainda continuava a crer na soberania de Deus. Cap. 19.25

Deus poderia ressuscitá-lo independentemente de seu desempenho ! Muitas vezes achamos que Deus nos ouvirá por causa da nossa “ super fé”, mas nos esquecemos de sua misericórdia e bondade. Deus continua sendo um Deus bom e fiel !

No Cap. 42:2 Jó reafirma que “ Sei que podes fazer todas as coisas; nenhum dos teus planos pode ser frustrado.” Isso é CONFIANÇA ! É FÉ !

As circunstâncias podem mudar, mas a nossa confiança deve permanecer. CREIA QUE A SEU TEMPO CEIFAREMOS !

8) Deus luta por nós e nos defende . Cap. 42.7

Quando a nossa vida está completamente debaixo dos cuidados de Deus dependemos dele e assim Ele luta por nós. Filipenses 4, diz que toda nossa ansiedade e temor deve ser levada a Ele em oração.

9) O perdão nos liberta ! Cap. 42.8,9

Devemos levar uma vida sem fardos e pesos causados por decepções, amargura e ressentimento. O perdão torna a vida leve e desembaraçada.

10) o último período….Cap. 42.12-17

Ao ler atentamente a Bíblia notamos que este último período compreendeu 140 anos….Neste período o Senhor restituiu filhos, riqueza e Jó pode contemplar com alegria até a quarta geração terminando a sua vida e carreira de maneira que engrandeceu ao nosso Deus.

Que eu e você possamos seguir estes princípios e vivermos uma vida frutífera em toda a nossa existência.

Uma excelente semana !

Seu,

Pastor Joel Fachini